Deus Jesus

ANDANDO NA LUZ

08:41Maicon Custódio



Eu moro em Belo Horizonte. Do apartamento, que fica em um local alto, visualizo a Av. Cristiano Machado e fico fascinado com a iluminação à noite quando os carros passam pela avenida. De lá também consigo ver o centro da cidade e os prédios iluminados. Porém, vocês, que não moram em Belo Horizonte não podem ver esta luz, ela não está disponível aqui. Somente alguém que mora em Belo Horizonte e em um ponto alto pode ver isso. Não 

é uma luz observável de qualquer lugar, mas somente de alguns lugares específicos.

A luz de Jesus é diferente, um brilho sublime que é visto de qualquer lugar. Ele é chamado de Sol da justiça. Sua luz não está limitada ao espaço ou ao tempo. Não conseguiria colocar Jesus dentro de nossa concepção humana e tentar postular sobre a sua grandeza dentro de uma concepção meramente racional. Sua luz atinge os limites dos continentes até ao mais longínquo oceano. Sua luz é ilimitada e influencia toda a vida observável. Em Cristo temos uma percepção mais acertada da natureza e nEle podemos perceber a completude daquilo que Deus criou e glorificá-lo por isso. Estando nesta luz grandiosa podemos perceber a doce graça de Deus que me ilumina e salva dia após dia. Não preciso carregar ou criar as minha próprias lanternas, pois Ele é o meu Sol, o Sol da Justiça. Não sou notado por Deus por qualquer áurea iluminada que existe sobre mim, mas pela luminescência do Cordeiro que me torna perceptível e aceitável aos olhos de Dele. A luz de Jesus, é para o mundo, ou seja, sem distinção de pessoa, raça ou nação. Ele é a luz para todos os povos, o evangelho que extrapola os limites de Israel e parte para Judéia e Samaria até aos confins do mundo! 

Quando Jesus afirma que é a luz para o mundo ele quer dizer: “Sou luz para todos[1]”. Não é o programa do Governo Federal, mas uma pessoa que promete que ninguém ficará no escuro se estiver com ela.  Jesus iluminava, transformava a vida das pessoas que o conheciam. Era luz para todos no sentido de não haver distinção sobre para quem ele brilharia:

i.                      Bartimeu – um cego, pedinte, miserável, sem nada a dar ou oferecer a Jesus ou à sociedade. Era um ser abaixo da raça humana na concepção de qualquer um, mas Cristo brilha em sua vida e ele literalmente viu a luz.

ii.                     Zaqueu – Homem rico, de muitas posses, publicano. Ladrão, mal intencionado, caloteiro. Renegado pela religião da época. Odiado por todo o povo, mas a luz de Jesus brilha e ele ouve a doce voz do Mestre a lhe dizer: “Hoje entrou salvação na sua casa Zaqueu, a luz brilhou aqui hoje!”.

iii.                    Pedro – um pescador, de caráter louvável, estopim curto, líder nato, sanguíneo, coração apaixonado, instintivo. Em dois momentos cruciais ele mostra como a luz de Jesus brilhou em sua vida. Jesus pergunta: Quem vocês acham que eu sou? Pedro responde: Você é o Cristo, Filho de Deus. A segunda é quando todos começam a abandonar Jesus e o Mestre interroga-o: Não quer ir embora também? Pedro se derrama: Ir para onde? Se só o Senhor fala o que quero e gosto de ouvir, só as suas palavras são de vida eterna! QUANTA LUZ...

iv.                  Ladrão da cruz – um criminoso que declara com a própria boca que está sendo justamente crucificado e que merece a punição que está sendo imputada a ele, mas que vê uma luz diferente no homem que está ao seu lado e diz: Lembra de mim quando chegar no céu. E a luz de Jesus resplandece: Meu amigo, hoje mesmo seu pedido será atendido!

v.                   Paulo – perseguidor da igreja, fariseu, sábio ao extremo, influência religiosa absurda. Se encontra com Jesus e cai de rosto em terra, literalmente cego porque a luz brilhou para ele. A luz brilhou tão forte que em algum momento da vida declara: “Queria morrer logo para estar com meu Jesus, pois isto é infinitamente melhor do que viver nessa terra!”.

Jesus não mostra seu brilho somente a um ou outro. A sua iluminação não se limita ao espaço ou ao tempo. Ela é diferente de tudo e maior do que tudo. Ele afirma que é a luz do mundo, sem distinção de pessoa, luz que pode iluminar o caminho daqueles que decidirem segui-lo. Quem é você? POBRE OU RICO. NEGRO, BRANCO, AMARELO OU ÍNDIO. RELIGIOSO OU ATEU. MÃE DE FAMÍLIA OU PROSTITUTA, JOVEM OU VELHO... Não importa! O convite da luz é também para você...

Jesus é luz, e convida a todos. Inclusive você HOJE, AGORA e quer iluminar sua vida. Ouça sua voz: “Eu sou a luz de TODO o mundo. Venha a mim e nunca mais viva na escuridão”. Os fariseus camuflavam a imagem de Deus e as pessoas não conseguiam mais se relacionar com ele, a face de Deus estava obscura, porém Jesus vem para acabar com isso e se revela como o próprio Deus a todas as pessoas, permitindo assim que o homem fosse reconciliado com Deus, sem reservas, ritos ou véus, pois o Deus se fez gente e nós vimos a sua glória que resplandecia na vida, nos atos e ensinamentos do Cristo, o unigênito de Deus Pai!

Fuja daqueles que tentam lhe mostrar velas, lanternas e lamparinas que nada mais são do que camufladores da verdadeira luz, e se aproxime de Jesus Cristo!

Nele, que brilhou no mundo para que pudéssemos vislumbrar a beleza do amor e da graça de Deus,


Maicon.


[1] Esclareço que sou calvinista, logo, quando afirmo que Jesus é luz para todos não estou afirmando que Ele salvará a todas as pessoas (o que caracterizaria uma visão universalista), pelo contrário, estou afirmando que a sua luz brilha a todos os tipos de pessoa, em distinção dos tempos do Antigo Testamento quando o relacionamento de Deus era exclusivamente com um povo, Israel, e isso não significa que todos os israelitas foram salvos.



Você Poderá Gostar de:

0 comentários

Comente. Debata. Discorde. Elogie. Concorde.
Desfrute deste espaço que é seu, amado leitor.
Apenas me conservarei no direito de não responder ANÔNIMOS e conseqüentemente deletar seus comentários.

Na paz do Eterno.

Pr. Maicon

Instagram

Siga!

Formulário de contato