Deus Devocional

Não Se Esforce

10:46Maicon Custódio




Sou um cara nascido no interior. Minha linda Alto Caparaó tem menos de 10 mil habitantes e lá todo mundo conhece todo mundo. Uma cidade tranquila, bonita, acolhedora, diferenciada. Em cidades assim, existe uma coisa que é muito comum: a troca de favores.

É comum conversar com algum alto-caparoense e ouvir uma frase do tipo: “Devo muitas obrigações ao fulano”. Isso quer dizer que em um tempo de necessidade o “fulano” serviu àquela pessoa que, por sua vez, agora carrega uma dívida “eterna” para com o “fulano”.

Normalmente isso implica em algumas conversas entre essas duas pessoas onde a que foi beneficiada quer de toda forma retribuir, pagar, negociar ou sanar este compromisso... Isto está no ser humano, esta necessidade de se fazer algo para retribuir o que recebeu, o ser humano não é, via de regra, um ingrato.

Dia desses, na minha devocional eu li o conhecido trecho da carta de Paulo aos Efésios, capítulo 2, versículos 8 a 10. Diz ali que somos salvos pela graça. Somente por ela, mais nada. Esta é uma das verdades bíblicas de mais difícil compreensão por parte do ser humano. Quando falo em compreensão não falo de um entendimento conceitual ou intelectual, mas acima de tudo de um entendimento prático, ou seja, conhecer, desfrutar e viver esta graça que se recebeu.

É comum demais vermos pessoas achando que devem pagar a Deus para serem salvas. Acham que as coisas devem ser como na relação com os fulanos e as dívidas de obrigação. Querer pagar a Deus, seja com dinheiro ou obras pela salvação é uma afronta, é deselegante, é feio! Deus revelou na Sua Palavra que te salvou de graça, portanto, pare de afrontá-lo buscando comprar a salvação com as suas obras! 

Já imaginou? Você dá um presente para uma pessoa. Escolhido a dedo, de coração, especialmente para ela e quando você entrega o presente a pessoa abre a carteira e quer de toda a forma te pagar pelo presente? É isso que fazemos com Deus quando tentamos usar as nossas obras para ter um lugar junto a Ele ou quando tentamos ir ao céu usando de nossos próprios esforços. Acreditando e vivenciando a teologia do tijolinho, onde cada uma das obras que eu faço faz com que a minha casa no céu se torne mais bela! Que insanidade idiota! Nada do que eu fizer vai me garantir entrada nas mansões celestiais. Tentando de toda a forma entrar no céu pelo nosso próprio esforço, quando Ele diz que te salva de graça, sem pagamento e tudo isso se devendo ao fato que esta oferta não vem de nós, é um dom, uma dádiva, um presente de Deus!

Escrevo este texto por entender que a religiosidade tem criado mais e mais pessoas preocupadas em fazer um zilhão de coisas para alcançar graça, prosperidade, força e salvação da parte de Deus. Por isso te convido a viver na graça... de entender que as suas obras não vão te fazer entrar no céu e que você não as faz para que Deus lhe dê algo em troca. Viva na graça, entendendo que tudo o que você faz é por amor e gratidão àquele que JÁ TE SALVOU antes mesmo de você saber o que é salvação, antes mesmo de você nascer, antes mesmo do mundo existir... Sirva-o por amor e gratidão, jamais como pagamento ou barganha! 

Com este pequeno texto trago uma palavra devocional para você e desejo desafiar a você para se soltar nos braços da graça e parar de se esforçar, pois isso em nada vai contribuir para que Deus te salve... Faça suas obras como gratidão pela salvação, e não para alcança-la, pois este é o parâmetro bíblico.


No Senhor Jesus, que me deu o presente mais legal que eu já ganhei,

Maicon.


Você Poderá Gostar de:

3 comentários

  1. My cousin recommended this blog and she was totally right keep up the fantastic work!

    online pharmacy

    ResponderExcluir
  2. Very enlightening and beneficial to someone whose been out of the circuit for a long time.

    Aromatherapy Treatments

    ResponderExcluir
  3. Did you heard what Rob Matts said about that?

    clomid

    ResponderExcluir

Comente. Debata. Discorde. Elogie. Concorde.
Desfrute deste espaço que é seu, amado leitor.
Apenas me conservarei no direito de não responder ANÔNIMOS e conseqüentemente deletar seus comentários.

Na paz do Eterno.

Pr. Maicon

Instagram

Siga!

Formulário de contato