Fidelidade Jesus

John Stott (1921-2011)

15:59Maicon Custódio


"Jesus Cristo, porém, liberta os seus discípulos desse horror. Ele não só há de sobreviver à morte, mas também ressuscitou dela. Nós haveremos de receber nossos corpos novos, tal como o seu corpo ressuscitado, com poderes novos e inimaginados. Afinal, ele é chamado "as primícias" da colheita e também "o primogénito de entre os mor tos".  Ambas as metáforas dão a mesma garantia. Ele foi o primeiro a ressuscitar, e depois virá todo o seu povo. Nós teremos um corpo como o seu. "Assim como somos seme lhantes ao homem feito da terra (Adão), assim também seremos semelhantes ao Homem do Céu." (John Stott, Ouça o Espírito, Ouça o Mundo)

Hoje o mundo perdeu um grande homem de Deus. John Stott, pastor da Igreja Anglicana na Inglaterra, escritor competentíssimo e cheio de poder do Espírito Santo. Influenciou a muitos, inclusive este que vos escreve. Na manhã deste dia o Seu Senhor o chamou para perto Dele, talvez porque John era um daqueles dos quais o mundo não era digno. Ano passado, quase com 90 anos, escreveu seu último livro: "Discípulo Radical"... Um senhor de 90 anos com a vitalidade de um menino recém convertido!!!

A nós, que ficamos, fica aquele sentimento de que os gigantes de Deus vão cada vez mais se extinguindo. Fica também o desafio de manter a fidelidade e o legado de homens como Stott, conduzindo com dignidade, humildade e dependência do Santo Espírito o trabalho que nos foi confiado. Oramos por familiares e amigos, para que Deus os conforte, pois, por Stott só podemos nos alegrar, afinal, completou a carreira, guardou a fé e já está abraçado ao Seu Senhor, recebendo os preciosos louros da vitória.

No Mestre,

Maicon.




Você Poderá Gostar de:

3 comentários

  1. Que DEUS conforte a família e que seus exemplos permaneçam para sempre em nossa memória.

    ResponderExcluir
  2. O que mais me empolga Josué, é ler o que este homem escreveu aos 90 anos de idade! A vivacidade, a certeza, a fé, a esperança, o fervor era de um recém-convertido!

    Poderia ter escrito sobre descanso, vida mansa, sei lá... mas escreveu sobre DISCIPULADO RADICAL.

    Vai fazer muita falta aqui!!

    ResponderExcluir
  3. O que me deixa feliz, é saber que ele vai para os braços de quem Ele tanto falava e que muitos duvidavam.
    Que Deus receba um dos caras mais admirados por sua conduta de vida, que pregava e falava do evangelho de Cristo simplesmente, fugia da religiosidade, fugia de credos, simplesmente acreditava que devemos fazer valer o sacrofício de Jesus por nós.

    ResponderExcluir

Comente. Debata. Discorde. Elogie. Concorde.
Desfrute deste espaço que é seu, amado leitor.
Apenas me conservarei no direito de não responder ANÔNIMOS e conseqüentemente deletar seus comentários.

Na paz do Eterno.

Pr. Maicon

Instagram

Siga!

Formulário de contato