Criação Deus

Bases da Espiritualidade Integral

22:11Maicon Custódio





Espiritualidade é a coisa da moda. No Cristianismo ou fora dele as pessoas estão buscando uma forma de contato com o transcendente. Porém, o transcendente buscado não pode influenciar no restante da vida. Ele é o salto no vazio. É o momento do "libera geral", da êxtase do "Sensation" ou uma experiência com algo maior, mesmo que este algo não seja um Deus.

Por isso, falar de Espiritualidade Integral é chamar o homem à uma percepção em que relacionar-se num âmbito físico ou metafísico não pode fazer parte de experiências separadas, pois o homem não é um ser multifacetado, mas uma pessoa completa e plena, onde todas as decisões e atitudes influenciam na existência como um todo. Por isso, quero falar um pouco sobre essa palavra que soa estranha: Integral... principalmente quando associada à espiritualidade.

As Bases de uma Espiritualidade Integral são: 

1. Deus fez a terra e os céus e é o Senhor absoluto e soberano sobre o universo. 

2. Dentro de tudo o que foi criado, Deus fez o homem à sua imagem e semelhança e confiou a ele a vice-gerência do universo. 

3. O homem foi criado para viver em harmonia com o cosmo, com o próximo e com Deus. A verdadeira espiritualidade consiste em viver em concordância com os mandatos cultural, social e espiritual. 

a) O Mandato Social "nasceu" no momento em que Deus criou o homem e a mulher e a ordem dada a eles é que crescessem e se multiplicassem. Essa é a base estrutural de toda sociedade, como ela é construída e desenvolvida. Cuidar do próximo, criar coisas que melhorem sua vida, se relacionar bem com sua família, amigos e membros da sociedade em que você vive é sem dúvida, a forma de viver uma espiritualidade original e não alienada. Seu símbolo no ato da Criação é o casamento, ou seja, a expressão máxima da comunhão do homem com seu semelhante.

b) O Mandato Cultural é o resultado da autoridade dada por Deus ao homem de governar sobre tudo o que existe, sobre as aves do céu, sobre os peixes do mar, etc e tal. Cabe a esse homem preservar e criar formas onde o convívio com o universo gere vida para ambos os lados. O homem precisa fazer bom uso das coisas criadas desenvolvendo-as, elevando-as ao máximo de sua capacidade. Nesse ato de relacionamento com o mundo criado, o homem o retrata através das artes, ele cria meios para sua subsitência onde estão relacionados as formas mais diversificadas de trabalho. O interessante é que o cuidado com a criação e o desenvolvimento da cultura, como ordem dada por Deus, se torna um dos meios de relacionamento com Ele, em obediência. Sua manifestação clara no ato criativo de Deus foi no trabalho, afinal, o próprio Deus fez seu trabalho e incumbiu o homem de trabalhar e cuidar da terra. Sim. Deus inventou o trabalho.

c) O Mandato Espiritual é o resultado de um Deus que resolve se revelar, relacionar, escolher um dia e santificá-lo. Talvez esse mandato seja o mais conhecido e praticado e o que menos precisa ser explicado. Porém, vale à pena ressaltar que o Deus criador do céu e da terra, ao invés de dar cordas no universo e abandona-lo à própria sorte, se envolve e se relaciona com Ele, principalmente com a coroa da criação que é o homem. Seu símbolo primário é o sábado, este dia que o próprio Deus santificou como momento específico de congraçamento com o homem criado.

Portanto, viver de forma que nossa vida consiga manifestar essas nossas funções de forma entrelaçada é a glória de Deus se manifestando no homem. Quando entendemos este Deus Criador de TUDO, compreendemos que na vida tudo tem a ver com Deus e não apenas os nossos atos de culto.

4. O grande problema nesse relacionamento que foi instituído está no colapso trazido pelo pecado, pela crise trazida ao Shalom original.
Shalom, ou paz, é muito mais do que a ausência da guerra, é antes a harmonia entre todas as coisas existentes. A harmonia do ser-humano com outro ser-humano, do ser-humano com a criação e do ser-humano com Deus. O primeiro ato do homem após a queda é se esconder de Deus, culpar a mulher e esta culpar a serpente, trazendo a clara idéia de que o Shalom havia se rompido e agora a desordem era uma verdade nesse mundo de Deus. E como consequência não havia mais capacidade no homem de se ver como um ser espiritual, que se envolve num mundo espiritual e que se relaciona com o Deus que é espírito e que criou todas as coisas.

5. Como último ato dessa espiritualidade a mensagem do Novo Testamento, nos diz que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo. Jesus é a redenção de todas as coisas, é o meio onde o homem caído se encontra novamente inserido no mundo de Deus. O apóstolo Paulo nos fala que a criação geme esperando a redenção. Em Efésios ele nos diz que o relacionamento famíliar, marido, mulher, pai e filho, no trabalho patrão e empregado, está inserido numa vida cheia do Espírito. Jesus é o significado por trás de todas as coisas existentes, a única forma de um homem se entender e achar o seu significado, consiste em se encontrar com Jesus. A partir desse encontro a ideia de espiritualidade integral é refeita e o homem se vê como um ser criado por Deus, comprometido com a cultura e livre para se relacionar com o seu Criador.

Shalom,

E que Deus o abençoe...



Pr. Jakstone Braga -  Pastor da 2ª Igreja Presbiteriana de Caratinga. Marido da Shirley, pai do Rafa e do Pedro. Mestrando em Teologia Filosófica pelo Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper. Viciado em Xbox 360 e jiu-jitsu.  


Você Poderá Gostar de:

0 comentários

Comente. Debata. Discorde. Elogie. Concorde.
Desfrute deste espaço que é seu, amado leitor.
Apenas me conservarei no direito de não responder ANÔNIMOS e conseqüentemente deletar seus comentários.

Na paz do Eterno.

Pr. Maicon

Instagram

Siga!

Formulário de contato